Ágora, vocábulo grego referente à principal praça pública nas cidades da Grécia Antiga, é o mais recente projeto do Quórum – Fórum Político. Esta pretende fazer renascer uma nova Ágora, isto é, ser a principal praça pública digital, para a qual confluem os cidadãos da nova polis e promover o exercício da sua cidadania. Será um espaço onde os temas, que o artista considere relevante, serão tratados com honestidade e seriedade.

Funcionará digitalmente como uma coluna e contará com publicações (que vão desde o texto expositivo ao poema ou mesmo ao cartoon) mensais.

Espero por ti na página amarelecida

Alice Santos "Espero por ti na página amarelecida Lá onde o verso se esconde amedrontado (...)" Espero por ti na página amarelecida Lá onde o verso se esconde amedrontado Onde a palavra amarra o medo E o silêncio solta gargalhadas de desdém   Espero por ti na...

read more

No final, o quê?

Catarina Coelho "Bem-vindo ao mundo do Absurdo, em que a existência não tem sentido compreensível."   E no final, o quê…? No final do dia, o que sentimos? No final da hora, o que aproveitámos? Qual o objetivo de todos estes momentos destas criaturas? Pois é assim...

read more

Gratificação instantânea

Rui Miranda "(...) Fugimos, mas apenas para dentro. Queremos, mas não achamos o centro. (...)" Seguimos a um mesmo ritmo, Outra vez. Inventámos maravilhas e, desiludidos, Descobrimos que alguém já o fez. Percorremos caminhos idênticos Querendo abrir portas distintas....

read more

Marioneta Moribunda

Gisela Simões "Que vozes são estas em minha boca? Que mil e uma gentes vêm obrando palavras, Sem permissão, com minha língua?" Primeiro ato Seja aberto o pano a um jogo cego de marionetas Estreado com o corte de um dos fios de suspensão (Contrariedade que cursa com o...

read more

A questão racial em Portugal

Miguel Alves Teixeira "Cabe assim à sociedade abordar sistematicamente o tema do racismo, ignorado como um não assunto por falta de interesse de quem tem poder e falta de poder de quem tem interesse." Existe racismo em Portugal? Seria ingénuo responder negativamente a...

read more

Uma nota sobre a empatia

João Esteves "(...) se o que estou é condenado a ver o outro lado a partir do meu?" ainda que o tempo não dê para perceber todas as coisas, dizem-me que devo abeirar-me do desconhecido, dessa outra visão que ignoro. contudo, era bom que alguém me elogiasse o...

read more

Woland em Bruxelas

Miguel Lobo Barbosa "Acreditar hoje que o projecto europeu pode ser reformado a partir do seu próprio quadro institucional afigura-se de uma candura infantil ou mesmo romanesca." Comemorámos o ano passado o cinquentenário da publicação de O Mestre e Margarita, um dos...

read more

Silent soliloquy

José Diogo Andrade "Dust takes over where ash might lie And embers, unborn, whisper goodbye." Colourless seem the leaves that fall On the lake that reflects the moon alone, 'Neath which shrouded worlds, wordless, call And silver reigns on its silent throne.   The...

read more

Poderemos fruir todos o mundo de alguns?

Fernando Teixeira "(...) será possível fruir do mesmo mundo de forma justa e igualitária quando de um lado estão os poderosos (...) e do outro estão aqueles que (...) se encontram todos os dias numa luta pela liberdade económica, social e politica?" Vivemos hoje num...

read more

Não choramos sem som

João Portugal Barbosa "Portugal vive hoje algo que cada vez menos é transitório, e cada vez mais é permanente. Um problema de foro interno, entre todos, sem dúvida, o mais difícil de resolver" Hoje, enquanto acordava, apercebi-me, uma vez mais, de que nada tinha...

read more

Semântica Política I

Pedro Diogo "Vários autores propõem abordagens para combater a nova ascensão do populismo. Entre elas, o enriquecimento semântico do discurso político (...)" “We need to address the question about socialism and capitalism! (…) It seems to me that these thoroughly...

read more

Streptococcus Sufrimmentus

Manuel Gonçalves Pinho "Estamos todos no mesmo bréu, apenas ainda não te chegou a penumbra." O ato de sofrer é contagioso, é como a peste todos lhe fogem a correr e ninguém lhe quer a veste. Verte lá de uma vez esses miasmas lacrimais... Dou-te até permissão de seres...

read more

Se estiveres interessado em colaborar ou saber com mais pormenor os moldes nos quais vai funcionar a Ágora entra em contacto connosco!

Contacta-nos

AEFMUP

Alameda Prof. Hernâni Monteiro, Hospital de S. João, Piso 01, 4200-319 Porto