Viver depois de morrer.

Ana Moitinho “Quero viver no mundo, De todos e no teu.“ Deita-me ao lixo. Destroça-me, enforca-me. Enquanto puderes, fá-lo: Mata-me. Só não mates a minha alma. Chacina o meu corpo, Mas deixa a minha esperança viver. Distribui um pouco por todos, E deixa...

Baloiçar

Sofia Lopes “Parei de andar Não há mais Vento a soprar Não há chão Nem luz do luar Parei de baloiçar.“ Baloiço num presente desprovido de vida Densidade imaginada no vácuo sem saída Guincham as correntes Imploram por óleo Só uma gota! Algo E Nada. Pago a...

Saudade

José Miguel Loureiro “Vulnerável bola de cristal Guardada no íntimo de um ser, Que acredita cegamente no teu regresso (…)“ Sentimento que aproxima Ou repreende sem razão… Mas será vergonha ou cobardia? Querer mais e não querer nada Com medo do...

É em vão qualquer graça ou sentimento

Leonor Borges “É não ser mais que fruto da inconstância, E ter como constante nunca acalmar.“ É em vão qualquer graça ou sentimento Que por de humana natureza se tratar Tão docemente se revela tormento Como gravemente se deixa sossegar É perturbação, a...

Monólogo de Hamlet

Sara Moura “Quero ser E nisto não ser. [Bebo a sede à questão.]” Quero ser Liberta do cárcere do verso inebriado, cambaleante entre as rugas desta língua decrépita Quero ser Asas de Dédalo, Lágrima resinosa de pinheiro-manso arrastando-se...

Difusão

Marta Lagoa “Assim, hoje posso dizer: vejo-me aqui como nunca antes me tinha visto em lugar algum.“ Existem pequenos mas constantes sofrimentos, aparentemente tão difusos e subtis que se mostram difíceis de compreender, tornando impossível entender se...